Inspecção Automóvel

Objetivo

Medir o alinhamento das rodas diretrizes dos veículos automóveis e verificar o estado mecânico dos componentes da direção.

Métodos de Ensaio

  • Exame visual
  • Exame mecanizado - Ripómetro

Inspecção e Procedimento

Ensaio

  • O veículo deve apresentar-se com a pressão correta de ar nos pneumáticos.
  • O desalinhamento das rodas diretrizes provoca um movimento lateral na placa, sendo esse movimento quantificado pelo número de milímetros de deslocação lateral.
  • Com a simples passagem sobre a placa é possível saber quantos milímetros por metro, (ou metros por quilometro) a direção se encontra convergente (Toe-in) ou divergente (Toe-out), consoante a deslocação do prato seja respetivamente para a esquerda ou para a direita.
  • Durante o ensaio não deverá ser efetuada qualquer correção ao volante.

ESTADO MECÂNICO DA DIRECÇÃO E VOLANTE

Condições de Ensaio

  • O veículo deve apresentar-se convenientemente limpo, por baixo, permitindo uma observação eficaz de todos os órgãos mecânicos.
  • Não são permitidas fugas de fluido lubrificante.

 

CONTROLO DE VOLANTE E COLUNA DE DIRECÇÃO

Condições de Ensaio

  • Rodar o volante para verificar a folga radial e a existência de resistências ao movimento, estando o inspetor na posição normal de condução.
  • Fazer ligeira pressão, quer no sentido ascendente quer no descendente da coluna, para verificar a fixação de volante e coluna de direção.

 

CONTROLO DA CAIXA DE DIRECÇÃO

Com o auxílio do apresentante do veículo, provocar movimentos alternados à direção, para a esquerda e direita, verificando visualmente:

  • Pontos de fixação da caixa de direção ao quadro.
  • Fugas de lubrificante
  • Estado de conservação da caixa
  • Estado de conservação dos guarda-pós

 

CONTROLO DA BARRA DE DIRECÇÃO, TIRANTES E RÓTULAS

Com o movimento alternado indicado no ponto anterior, o inspetor deve verificar visualmente se existem anomalias nos seguintes órgãos:

  • Tirantes
  • Articulações
  • Rótulas de direção

 

Deve ainda verificar o estado de funcionamento destes órgãos procurando a existência de:

  • Deformações
  • Folgas
  • Soldadura
  • Fissuras

VEÍCULOS COM DIRECÇÃO ASSISTIDA

Com o motor a funcionar, o inspetor deve controlar visualmente se o sistema funciona acionando o volante, devendo posteriormente verificar se existem fugas no sistema e o nível de fluido hidráulico quando visível.

Para efetuar o controlo dos órgãos referidos no ponto anterior, o condutor deve com o motor parado, efetuar o movimento alternado, sem forçar, para que seja possível verificar o estado mecânico da direção e seus componentes.

Mediante inspecção visual verificar:

  • A existência de fugas.
  • A fixação da bomba e tubagens.
  • O estado da bomba.
  • A tensão da correia que a incorpora.
  • O nível de fluído, se é possível.

Relacionados