Bem Vindo(a) à Controlauto

O que esperar dos carros do futuro

A tecnologia avança a uma velocidade impressionante, e a área automóvel não é exceção. Todos os anos vemos modelos novos, ouvimos falar de funcionalidades antes impensáveis e somos levados pela curiosidade a especular sobre os carros do futuro.

 

O que nos espera daqui a uma ou duas décadas? Condução autónoma? Comunicação entre carros? Será que só vão existir carros elétricos? Será possível a avaliação da capacidade de condução do condutor por parte do veículo? Se gostava de saber mais sobre as previsões para os carros futuristas, embarque nesta viagem e aperte o cinto de segurança - vamos contar-lhe o que pode esperar dos carros do futuro.

 

As principais características dos carros do futuro

 

Sabemos que estão para chegar; só não sabemos exatamente quando. Contudo, tendo em conta a velocidade a que temos assistido na evolução tecnológica em geral e do ramo automóvel em particular, estas são algumas características das quais já vemos nuances e que se vão tornar cada vez mais presentes ao longo da próxima década. Fique a conhecer as suas infinitas possibilidades.

 

Condução autónoma

 

A interação entre os condutores e os carros do futuro é um dos tópicos mais interessantes da evolução que se prevê para os próximos anos. Enquanto os carros lançados atualmente já possuem uma componente computacional significativa, capaz de correr diagnósticos do veículo, prevê-se que dentro de poucos anos estes computadores consigam ter um controlo mais abrangente do veículo.

 

Mais do que o cruise control, o estacionamento automático ou a travagem de emergência que já conhecemos, estamos a falar de veículos autónomos, capazes de fazer uma viagem do início ao fim enquanto o passageiro se concentra numa outra atividade - algo extremamente útil para as rotinas modernas, em que todo o tempo útil é precioso.

 

Outras evoluções podem passar pela deteção de obstáculos como pedras ou animais no caminho, diagnóstico da aptidão do condutor em caso de sono ou presença de álcool no sangue e mesmo assistência na condução sob condições meteorológicas adversas. Parece-lhe útil?

 

Interligação tecnológica

 

A internet nos carros já não é uma novidade: cada vez mais os carros vêm equipados com acesso a aplicações que permitem navegar, ouvir música e fazer pesquisa por voz, entre outras funcionalidades. No entanto, nos próximos anos prevê-se uma evolução desta forma de comunicação.

 

Não só os carros, como também os semáforos e a sinalização rodoviária vão ter a capacidade de comunicar entre si para melhorar a gestão do tráfego. As possibilidades são infinitas: desde otimizar o trânsito a minimizar o consumo de energia, de prevenir acidentes a ajudar as autoridades a manter a organização e a garantir a segurança do condutor, dos passageiros e de todos ao seu redor - dentro ou fora do carro.

 

Energia elétrica

 

O número de carros elétricos em circulação continua a aumentar e, em breve, esta será a energia rodoviária predominante. Já foram vários os países que anunciaram a proibição de venda de carros a combustível ou diesel durante a próxima década, e a tendência é que esta atitude se alastre, principalmente nos países desenvolvidos. Aliada a um compromisso com um futuro mais ecológico, a meta para os carros do futuro é a mesma da própria sociedade: diminuir a poluição e conseguir mais qualidade de vida, segurança e praticidade.

 

Por estes motivos, nos próximos anos vamos assistir ao lançamento de cada vez mais modelos de carros futuristas, que funcionam com energias limpas. Os postos de abastecimento de combustível não vão desaparecer de um momento para o outro, mas vamos começar a ver cada vez mais dispositivos de recarga elétrica para automóveis.

 

Menos mecânica

 

Não é apenas o interior do carro que vai evoluir - o exterior vai acompanhá-lo e isto vai refletir-se nas paisagens e na experiência dos condutores. A revolução dos motores elétricos vai permitir que os veículos sejam mais compactos, favorecendo um design minimalista.

 

Os mecanismos de arrefecimento do motor de combustão deixarão de ser necessários, assim como os espelhos laterais, que serão substituídos por câmaras e sensores. Cada vez mais, os vários componentes dos carros futuristas vão ser desenhados com o objetivo da multifuncionalidade: janelas com um controlo flexível da luz que entra no veículo, ecrãs versáteis que favorecem o entretenimento ou o trabalho, e espaços que se transformam para acomodar as necessidades dos passageiros.

 

Entusiasmado com os carros do futuro? Quais as características que mais o entusiasmam? Imagina-se a conduzir um veículo autónomo? São questões que nos deixam a pensar. O futuro é incerto, mesmo no mundo automóvel, por isso, só nos resta esperar e ver acontecer.

 

Relacionados

)